terça-feira, 25 de julho de 2017

Mês Especial do Rock 37- RPM, Paul McCartney e Queens of The Stone Age

RPM é uma banda de São Paulo, criada na capital paulista em 1983. Inicialmente e com base numa lista de nomes de uma amiga, Paulo Ricardo e Luiz Schiavon escolheram 45 RPM (45 Rotações Por Minuto). Mas foi simplificado pra sigla sem o número, que passou a significar Revoluções Por Minuto.
Suas músicas que fizeram sucesso: Olhar 43, Louras Geladas, London London, Revoluções Por Minuto e Alvorada Voraz.
Entre os membros, esteve o baterista Charles Gavin, que foi do Ira! e depois foi pros Titãs.
Ficou na ativa até 1989. Reuniu-se de 1993 a 94, 2001 a 2003, 2008 e por fim, retornou em 2011.

Integrantes: Paulo Ricardo (vocal e baixo), Fernando Deluqui (vocal e guitarra), Luiz Schiavon (teclados) e Paulo P.A. Pagni (vocal e bateria)

Ex-integrantes: Charles Gavin (bateria), Marquinho Costa (bateria) e Franco Júnior (teclados)

Discografia: Revoluções por Minuto (1985), RPM, também conhecido por Quatro Coiotes (1988), Paulo Ricardo & RPM (1993) e Elektra (2011)

Fora do RPM, Paulo Ricardo lançou os discos: Paulo Ricardo (1989), Psico Trópico (1991), Rock Popular Brasileiro (1996), O Amor Me Escolheu (1997), La Cruz Y La Espada (1998), Amor de Verdade (1999), Paulo Ricardo (2000), Prisma (2006) e Novo Álbum (2016).
Participou como ator da novela Esperança (2003) e desde 2015 é jurado do programa Superstar.

James Paul McCartney é um inglês natural de Liverpool. Aos 11 anos (1954), conheceu George Harrison num ônibus a caminho da escola.
Em 1957, conheceu John Lennon quando fiz assistir a uma apresentação do The Quarrymen e tornaram-se amigos. Integrou o grupo, que viria a ser os Beatles em 1960 e que terminou em 1970.
Com a banda, fez os filmes A Hard Days Night (Os Reis do Iê-Iê-Iê, 1964), Help! (1965), Magical Mystery Tour (1967) e Yellow Submarine (1968).

Existiu um boato (que muitos acreditam) que Paul faleceu num acidente de carro em 1966 e foi substituído por um sósia, o que foi desmentido. Esse boato surgiu quando saiu o disco Abbey Road (1969), cuja capa mostra os Beatles andando numa faixa de segurança, com Paul descalço segurando um cigarro na mão direita (sendo que ele é canhoto).

Com o fim do grupo, Paul gravou 2 discos e em 1971, formou com Linda Eastman (com quem se casou em 1969) a banda Wings.
Também chamada de Paul McCartney and Wings, chegou a utilizar o pseudônimo Suzy and The Red Stripes quando lançou o single Seaside Woman, escrito e cantado por Linda.
Durante sua carreira, Wings lançou músicas como My Love, Live and Let Die (tema do filme 007- Viva e Deixe Morrer), Band On the Run (regravada pelo Foo Fighters, em 2007), Silly Love Songs, Jet, Mrs. Vandebilt, Let'Em In e With a Little Luck.
Terminou em 1981 e alguns dos membros reuniram-se em 1997.

Integrantes: Paul McCartney (vocal, guitarra, baixo e teclados), Linda Louise Eastman McCartney (falecida em 1998- vocal e teclados), Denny Laine (vocal, guitarra, baixo e piano), Denny Seiwell (bateria e percussão), Henry McCullough (vocal e guitarra), Jimmy McCulloch (vocal, guitarra e baixo), Laurence Juber (vocal e guitarra), Geoff Britton (bateria e percussão), Joe English (vocal, bateria e percussão)  Steve Holley (vocal, bateria e percussão)

Discografia do Wings: Wild Life (1971), Red Rose Speedway (1973), Band On the Run (1973), Venus and Mars (1975), Wings At the Speed of Sound (1976), London Town (1978) e Back to The Egg (1979)

Paralelo ao Wings, Paul tinha iniciado sua carreira solo e também gravou um monte de músicas até hoje, como... Another Day (que incluíram num episódio dos Simpsons e na trilha do filme Como Se Fosse a Primeira Vez, de 2004), Coming Up, Uncle Albert/Admiral Halsey, Ebony and Ivory (com Stevie Wonder), Say Say Say (com Michael Jackson), The Girl is Mine (também com Michael Jackson), Check My Machine, Take It Away, No More Lonely Nights, My Brave Face (que escutei na coletânea Mega Hits 3), This One,  Eight of Figure (que ouvi em Mega Hits 4), Hope of Deliverance, Freedom, Dance Tonight, Heal the Pain (com George Michael), Ever Present Past, New e Queenie Eye.
É vegetariano desde 1975, participou de um episódio dos Simpsons (1995) um de BoJack Horseman (2015) e do filme Piratas do Caribe- A Vingança de Salazar (2017).

Discografia solo: McCartney (1970), Ram (1971), McCartney II (1980), Tug of War (1982), Pipes of Piece (1983), Give My Regards to Broad Street (1984) Press to Play (1986), CHOBA B CCCP (1988), Flowers in The Dirt (1989), Off the Ground (1993), Flaming Pie (1997), Run Devil Run (1999), Driving Rain (2001), Chaos and Creation in The Backyard (2005), Memory Almost Full (2007), Kisses on The Bottom (2012) e New (2013)

Banda americana de Palm Desert (Califórnia), Queens of The Stone Age surgiu em 1996 e também é notória pela sigla QotSA e antes era chamada de Gamma Ray.
Antes, o vocalista Josh Homme fez parte de outros grupos: Kyuss e Screaming Trees.
O nome foi inspirado pelo produtor musical Chris Goss (ainda na época do Kyuss). Era pra ser Kings of The Stone Age, mas Homme achava que soava "macho demais", declarando que o rock podia ser pesado pra garotos, mas também doce pra garotas.
Em seu repertório, destaco No One Knows, Go With the Flow e I Sat By the Ocean.
Segue na ativa.

Integrantes: Josh Homme (vocal, guitarra, piano e guitarra baixo), Troy Van Leeuwen (guitarra, teclados, guitarra havaiana, sintetizadores, percussão e backing vocals), Dean Fertita (teclados, guitarra, sintetizadores, percussão e backing vocals), Michael Shuman (guitarra baixo, sintetizadores e backing vocals) e Jon Theodore (bateria, percussão e samplers)

Ex-integrantes: Mark Lanegan (co-vocalista, teclados e backing vocals), Dave Catching (guitarra, teclados e guitarra havaiana), Brendon McNichol (guitarra, teclados e guitarra havaiana), Nick Oliveri (co-vocalista e backing vocals), Alain Johaness (baixo, backing vocals e guitarra), Dan Druff (baixo e backing vocals), Natasha Schneider (teclados e backing vocals), Alfredo Hernández (bateria e percussão), Gene Trautmann (bateria e percussão), Dave Grohl (bateria e percussão) e Joey Castillo (bateria e percussão)

Discografia: Queens of The Stone Age (1998), Rated R (2000), Songs For the Deaf (2002), Lullabies and Paralyze (2005), Era Vulgaris (2007), ...Like Clockwork (2013) e Villains (2017)

Fontes: Wikipédia (Brasil e EUA)

Um comentário:

  1. Gostei da postagem! Nunca curti RPM, a voz e o jeitão de queridinho da meninada do Paulo Ricardo nunca me convenceram.
    Agora, Paul é Paul e dispensa comentários, apesar de preferir Lennon e Harrison antes dele.
    Abração, rapaz!

    ResponderExcluir